Apresentação

História do PPGEA

O Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola (PPGEA) é um mestrado acadêmico, criado em 22/04/2003, na área de educação da CAPES.  O PPGEA já qualificou cerca de 817 mestres em educação até o final de 2019.

O Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola (PPGEA) objetivou, em um primeiro momento, promover o desenvolvimento, em nível de pós-graduação stricto sensu, de um campo educacional representado principalmente pelos cursos de Licenciaturas em Ciências Agrícolas, oferecidos principalmente pelas Universidades Federais Rurais Brasileiras, entre elas a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Professores Sandra Barros Sanchez (in memorian) e Gabriel de Araújo Santos: Idealizadores do PPPGEA/UFRuralRJ

O curso de Licenciatura em Ciências Agrícolas da UFRRJ já existe há mais de quarenta anos, com tradição na formação de docentes, na realização de pesquisas educacionais e na extensão rural, principalmente na área agropecuária.

Na época da criação do Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola (PPGEA), os egressos de tais cursos de graduação atuavam nas Escolas Agrotécnicas Federais, espalhadas no território nacional. Com base em estudos e pesquisa desenvolvidos em nível de pós-doutorado, e contando com a parceria de docentes-pesquisadores da ENFA – Ecole National e de Formation Agronomique (TOULOUSE-Fr), um grupo de docentes pesquisadores da UFRRJ propôs no ano de 2003 a criação do Programa de Mestrado em Educação Agrícola (PPGEA) junto a CAPES, tendo como principal público-alvo, profissionais da educação e gestores das Escolas Agrotécnicas Federais à época.

O programa teve imediato reconhecimento da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (SETEC-MEC), que passou a aportar recursos para a viabilização do mesmo, buscando capacitar seus profissionais da educação das Escolas Agrotécnicas e Técnicas Federais, CEFETS e Institutos Federais na área de educação agrícola, técnica e tecnológica.

Nossa Missão

O Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola oferece um curso de MESTRADO ACADÊMICO, reconhecido e recomendado pela CAPES na área de EDUCAÇÃO desde 2.003.

O Programa promove a integração entre diferentes campos de conhecimentos, em uma perspectiva interdisciplinar, abordando cinco temáticas: educação e gestão; educação e ambiente; ensino da produção animal; ensino da produção vegetal e ensino da agroindústria.

Ao adotar a PEDAGOGIA DA ALTERNÂNCIA, o PPGEA tem respondido ao grande desafio de qualificar academicamente os atores educacionais de todas as regiões do Brasil, com ênfase hoje na região Norte, e colocar problemas de investigação que levem em consideração realidades socioambientais e culturais diversas. Para alcançar tais objetivos, o programa tem recebido apoio da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica através de Cooperações que dão sustentabilidade ao Programa.Os candidatos da região sudeste são contemplados em vagas anuais de demanda social.

Todas as ações do PPGEA são planejadas e desenvolvidas em torno de três eixos valorativos: INTERAÇÃO, INCLUSÃO E PARTICIPAÇÃO, e o seu quadro docente é formado por professores doutores com expressiva experiência em seus respectivos campos de atuação e que ocupam hoje importantes cargos de gestão junto à Universidade.

Objetivo

Formar pesquisadores, docentes, gestores e técnicos-administrativos para desempenhar-se em relação direta com o campo da educação agrícola, representado principalmente pela criação e expansão da Rede de Educação Profissional e Tecnológica e pelas Universidades Rurais.

Objetivos Específicos

1. Promover a pesquisa e produzir resultados relacionados à ressignifcação do campo da educação agrícola em sua interface com a educação ambiental, a educação rural e a educação do campo.
2. Formular problemas e avançar a pesquisa frente às reconfigurações territoriais de políticas públicas educacionais que passaram a valorizar segmentos e setores da população anteriormente excluídos dos processos educacionais.
3. Promover a reflexão de um sujeito histórico e participante do desenvolvimento local e regional sustentado, integrando o ambiente escolar à sociedade.
4. Formar docentes e profissionais da educação dentro de uma concepção de ensino e pesquisa com enfoques interdisciplinar e transdisciplinar.
5. Preparar atores sociais educacionais para atuarem crítica e criativamente frente às novas demandas educacionais, em contextos de interculturalidade e biodiversidade.

Linhas de Pesquisa

1. Construção de Saberes na Educação Agrícola: Conhecimento Técnico e Ciência Educação Agrícola;
2. Educação Agrícola, Ambiente e Sociedade Educação Agrícola;
3. Formação Docente e Políticas para a Educação Agrícola;
4 . Identidades Culturais e Representações Coletivas;
5. Metodologia do Ensino e da Pesquisa para a Educação Agrícola.

Corpo Docente

O corpo docente do PPGEA é constituído por 31 professores permanentes e 13 professores colaboradores. O quadro docente, obedecendo aos parâmetros de credenciamento e descredenciamento da CAPES.

O número de docentes e a diversidade de suas formações justifica-se pelas características do Programa, que aponta para uma interdisciplinaridade em 05 áreas de concentração na educação agrícola, 05 linhas de pesquisa e atende em média a 60 novas vagas mestrandos distribuídos os ingressos em períodos semestrais.

Acrescenta-se a este fato a abrangência histórica do Programa em todo território nacional, e no atual quadriênio (2017-2020), com foco principal na região norte do Brasil, em consonância com as políticas de formação de recursos humanos do governo Federal.

Formação em TODO Território Nacional

O PPGEA atende a mestrandos de provenientes de todas as regiões do Brasil. Neste sentido e como demonstração desta abertura, o programa tem interagido nas áreas profissionais com as instituições parceiras. Dando continuidade às parcerias entre as Instituições da Rede Federal de Ensino Técnico e Tecnológico, dispostas em todo o Brasil, num total de 38 Institutos Federais (IF), dispostos em 499 campi.

Mapa de defesas de egressos do PPGEA por Região do Brasil (2003 – 2019)

Os IFs foram criados com expressiva experiência no setor de educação agrícola e agropecuária e estão localizados em regiões com características peculiares, de preservação de ecossistema, fauna e floras riquíssimas. Essas características dos IFs possibilitam a formação dos mestrandos no processo de mediação do conhecimento com as áreas de Educação e Gestão do Ensino Agrícola, Ensino da Agroindústria, Meio Ambiente e Educação, Ensino da Produção Vegetal e Ensino da Produção Animal.

Semana de Formação PPGEA na Comunidade Indígena – Amazonas – Turma IFAM – 2017-2

Esta sensibilidade e capacidade do Programa em desenvolver suas atividades nos campi dos Institutos Federais que apresentam estrutura física compatível com as áreas do conhecimento, tem dado ao PPGEA uma dimensão da eficiência e gestão de recursos em parcerias. Este aspecto transpõe em muito os muros da Universidade, dando uma dimensão de visibilidade, aproximação à realidade e integração à formação dos mestrandos.

Vale destacar no atendimento de sua missão, o trabalho fortalecido pelo PPGEA, a partir do ano de 2011 nas Regiões: Centro Oeste do Brasil (IFMT), Norte (IFAM, IFAC, IFRR, IFRO, IFTO, IFPA) e Nordeste (IFPE,UFRPE,IFBA) do País. Bem como, a continuidade das capacitações na região sudeste do País, notadamente no IFF (RJ), IFES (ES), entre outros polos de formação.

O PPGEA tem tido um papel de destaque na formação dos gestores dos Institutos Federais de Ciência e Tecnologia no Brasil, através da sua área de educação e gestão do ensino agrícola, discutindo as concepções de gestão em uma perspectiva participativa e dialógica, dentro de um pressuposto da teoria crítica da educação.

Na atuação do PPGEA, outro aspecto importante é a formação de docentes para a educação básica, técnica e tecnológica, para que possam atuar nos cursos de Licenciaturas criados nos Institutos Federais que, por força da lei, devem garantir no mínimo 20% do total de vagas nestes cursos. Este aspecto é de suma importância para revalorização da formação de professores na sociedade, principalmente em regiões com pouca oferta de cursos, assim considerando as especificidades e demandas locais, procura-se um ensino contextual e crítico.

Parcerias na Formação de Docentes e Técnicos dos Institutos Federais

Com o advento da Lei nº 11.892 de 29 de dezembro de 2008 que institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e criou os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, o PPGEA ampliou o seu espectro de ação, buscando atender às necessidades de capacitação e aperfeiçoamento acadêmico dos gestores, docentes e técnicos destas instituições.

Destaca-se o fato dos Institutos Federais terem sido criados com equiparação às Universidades Federais, atuando no ensino, pesquisa e extensão de forma verticalizada, atendendo a vários níveis de ensino e modalidades, inclusive a educação superior e cursos de Pós-Graduação.

Além deste público alvo destaca-se o papel do PPGEA na formação de quadros para as Universidades Federais Brasileiras, destacando-se UFRRJ e UFRPE.

Demandas Social – Qualificação de Docentes das Redes Públicas Federal, Estadual e Municipal

Somam-se ainda as vagas anuais destinadas à Demanda Social, destacando-se os bolsistas de Demanda Social da CAPES, egressos dos cursos de graduação de IES, principalmente no Rio de Janeiro. O PPGEA busca ainda qualificar docentes da Rede Pública Federal como um todo, Rede Estadual e Redes Municipais.

Perfil do Egresso

O PPGEA forma educadores capazes de intervir como agentes de transformação educacional nos cenários local, regional e nacional, por intermédio da atuação na docência, pesquisa e extensão, bem como através da proposição de práticas pedagógicas inclusivas que valorizem a cultura local e respeite as diversidades regionais do Brasil.

A metodologia do programa se estrutura na perspectiva da Pedagogia da Alternância, que visa promover a formação intelectual sem a desvinculação do sujeito de sua base de atuação, ou seja, sem desterritorializá-lo. Neste sentido o Programa promove atividades curriculares onde ocorrem períodos intercalados de atividades acadêmicas intensivas desenvolvidas na UFRRJ, com aulas das disciplinas curriculares, e períodos de trabalho de campo, com o desenvolvimento das experiências e pesquisas supervisionadas pelos professores orientadores.

O trabalho de formação das turmas nas semanas presenciais, no PPGEA, ocorre em período integral de 40 horas semanais e ainda atividade de orientação após as aulas. As s semanas de formação ocorrem em intervalos de 30-45 dias, em média, na sede do PPGEA//IA/UFRRJ, campus Seropédica e/ou nos polos de atividades dos Institutos Federais ou parceiros conveniados.

Nossos egressos são educadores que vem assumindo posição de destaque e liderança em instituições educacionais de todo o Brasil, como profissionais da educação, lotados em cargos de gestão, incluindo Reitorias de Institutos Federais, Pró-Reitorias de Pesquisa e Extensão, Diretorias nas áreas de pesquisa, ensino e extensão. Os egressos do PPGEA têm demonstrado valorizar a educação crítica e dialógica, como fator de contribuição para a transformação social, no sentido do maior bem-estar dos povos e maior valorização da cultura, biodiversidade e interculturalidade nos/dos territórios.

Dados do Programa na CAPES*
Nome: EDUCAÇÃO AGRÍCOLA
Código: 31002013017P4
Coordenador(a): SANDRA REGINA GREGORIO
Área Básica: ENSINO PROFISSIONALIZANTE (70807078)
Área de Avaliação: EDUCAÇÃO
Modalidade: ACADÊMICO
Nota do curso de Mestrado: 3
*dados extraídos da Plataforma Sucupira em 12/2019

Últimas Notícias

COMUNICADO – ALUNOS INGRESSANTES DS 2020-1

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola esclarece aos candidat@s aprovad@s no Edital 01-2020 que TODAS as informações leia mais

27/08/2020

EDITAL 01-2020 – DS – RESULTADO FINAL

Segue abaixo a listagem da classificação final do Processo Seletivo Demanda Social – 2020.1: Clique aqui para acessar o documento leia mais

25/08/2020

EDITAL 01-2020 – DS – RESULTADO ETAPA 3 – ENTREVISTAS

Segue abaixo a listagem da classificação da 3ª fase – Entrevistas do Processo Seletivo Demanda Social – 2020.1: Clique aqui leia mais

22/08/2020

EDITAL 01-2020 – DS – ORIENTAÇÕES DE ACESSO ÀS PLATAFORMAS

Aos candidatos selecionados para a 3ª FASE – ENTREVISTAS ORIENTAÇÕES DE ACESSO ÀS PLATAFORMAS Clique aqui para acessar o documento.

13/08/2020

3ª Etapa do Processo Seletivo Edital 01-2020

Caros (as) Candidatos (as) aprovados (as) na 2ª Etapa do Processo Seletivo do Edital 01-2020 do Programa de Pós-Graduação em leia mais

07/08/2020

Nota de Condolências – Discente PPGEA

O Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola – PPGEA da UFRRJ, presta condolências à Família de PAULO ALVES MOREIRA “A leia mais

30/05/2020

mais notícias