Histórico

O Programa de Pós-Graduação em História (PPHR) da UFRRJ foi criado em 2008, promovendo a integração do corpo docente vinculado a dois cursos de graduação em História: o curso oferecido no Instituto de Ciências Humanas e Sociais, campus de Seropédica; e o curso vinculado ao Instituto Multidisciplinar, de Nova Iguaçu.

A área de concentração é RELAÇÕES DE PODER E CULTURA e há duas linhas de pesquisa: RELAÇÕES DE PODER, TRABALHO E PRÁTICAS CULTURAIS, com 13 pesquisadores; e RELAÇÕES DE PODER, LINGUAGENS E HISTÓRIA INTELECTUAL com 17.

Ao final de 2019, o Programa possuía 79 alunos matriculados no mestrado e 87 matriculados no doutorado, sendo que, nesse mesmo ano, 36 integrantes do mestrado e 13 do doutorado obtiveram sua titulação. Atualmente, o corpo docente permanente é composto por 30 professores doutores, formados pelos principais programas de pós-graduação do país: USP, UFF, UNICAMP, UFRJ, IUPERJ, sendo que alguns realizaram seus doutoramentos e/ou estágios doutorais e pós-doutorais em universidades estrangeiras, a saber: Universidade Técnica de Berlim, Université de Paris VII, École des Hautes Études en Sciences Sociales, Universidade Nova de Lisboa, Universidade do Porto, Universidade de Coimbra, University of Stanford, Duke University, DePaul University e a Northwestern University.

Dois fatores determinantes  no processo de formação do PPHR são: 1) a concomitância de sua criação com a expansão da área de História na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, tradicionalmente dedicada a áreas como Agronomia e Veterinária; 2) a localização do Programa na periferia da maior concentração de programas de pós-graduação em História do país, alguns dos quais consolidados, como os Programas de Pós-Graduação em História Social da UFF e da UFRJ, de História Social da Cultura, da PUC-Rio e de História Política, da UERJ.

Esse breve histórico de um processo em curso pode ser concluído com a observação de que o PPHR tem procurado consolidar um projeto coletivo desenvolvido por esse grupo de pesquisadores, de modo a agregar as diferentes perspectivas de um corpo docente renovado e qualificado, num contexto marcado por políticas públicas que demandam a ampliação de vagas na graduação e da pós-graduação, acompanhadas por investimentos na infra-estrutura. Esse projeto, expresso aqui em linhas gerais, envolve o compromisso com a pesquisa qualificada, o ensino formador e a extensão universitária, evidenciando que a criação do Mestrado em História é um aspecto estratégico para o desenvolvimento socioeconômico da região da Baixada Fluminense e adjacências e, também, um empreendimento relevante para a construção de um campo historiográfico complexo, multifacetado e dinâmico.

 

 

 

 

Últimas Notícias

Defesa de tese de doutorado

Discente: Maria Cristina Machado de Carvalho Titulo: CRIANÇAS E ESCRAVIDÃO: COTIDIANO E TRABALHO –SÃO GONÇALO DOS CAMPOS/BA – 1835/1871. Orientadora: leia mais

31/07/2020 - 10:05

Defesa de Dissertação de Mestrado

Discente: Thaís França Guimarães Titulo: Biografia e história social: a escrita biográfica de Lucien Febvre. Orientadora: Maria da Gloria de Oliveira leia mais

31/07/2020 - 10:03

Banca de defesa de dissertação

Discente: Edson da Silva dos Santos Titulo da dissertação: Uma Jerusalém distinta: a aristocracia judaica e seu cotidiano à luz leia mais

31/07/2020 - 10:00

Banca de defesa de dissertação

Discente: Thirso Naval Colvero Junior Titulo da dissertação: O nascimento do Cinema Novo no Brasil e sua representação da Marginalidade leia mais

31/07/2020 - 09:58

Resultado da seleção interna para o Prêmio CAPES de tese

  Resultado da seleção interna para o Prêmio CAPES de tese

25/05/2020 - 15:34

Banca de defesa de dissertação

Discente: Heitor Cesar Ribeiro de Oliveira Titulo da dissertação: Renovação, Rupturas e Continuidades: Descaminhos e Caminhos do Comitê Central do leia mais

22/05/2020 - 13:11

mais notícias