Seminários PPGFIL / Seminário do Grupo de Pesquisas Humanismo 6ª edição

Dia 14/06/2018, quinta-feira, 18h

 

 

 Por uma dialética do espaço: desvendando a alienação espaço-temporal em Marx, Lefebvre e a Internacional Situacionista

 

Nos últimos 170 anos, no período compreendido pela segunda e terceira revolução industrial, as transformações sociais, econômicas e políticas na escala mundial estenderam a esfera das contradições que pautam o mundo moderno. O processo de industrialização e a afirmação de uma sociedade urbanizada trazem uma questão que almejamos desvendar e discernir em seus próprios termos: qual o escopo contemporâneo da acumulação? De modo a refletir sobre essa e outras questões derivadas, pretendemos abordar aspectos da obra de Karl Marx (1818-1883), Henri Lefebvre (1901-1991) e de integrantes da Internacional Situacionista (1958-1972), de modo a compreender o alcance contemporâneo das esferas da contradição: um salto qualitativo da temporalidade para a espacialidade, no âmbito da acumulação. Daí, devém a nossa principal hipótese: a passagem, nesses quase dois séculos, de uma alienação no tempo a uma alienação espacial.

 

Marcio Rufino Silva

Graduado em Geografia (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade de São Paulo (2005), concluindo Mestrado (2008) e Doutorado em Geografia Humana (2013) pela mesma universidade. É Professor Adjunto da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), atuando junto ao Departamento de Geografia (DGG), vinculado ao Instituto de Agronomia (IA) dessa universidade. Pesquisador Permanente do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGEO) e Pesquisador Associado do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas (PPGDT), ambos na UFRRJ. Coordena o grupo “Para uma crítica da Economia Política do Espaço”, cujo escopo de pesquisas e atividades desenvolve-se regularmente junto a estudantes da UFRRJ. Compõe, também, o “Grupo de estudos e Pesquisas em Humanidades: Arte, Filosofia, História e Educação”, atuando, mais especificamente, junto à linha de pesquisa “Filosofia, Trabalho e Formação Humana”. E, finalmente, participa do grupo de pesquisa “Geografia Urbana: a vida cotidiana e o urbano”, cujas atividades principais consistem na leitura e discussão de textos da obra de Karl Marx, incluindo uma publicação conjunta intitulada “O Futuro do Trabalho”, publicada em 2006. Em 2017, publicou o livro “Operação Urbana e Lutas Sociais: um histórico da propriedade no Butantã e da reversão da Operação Urbana Consorciada Vila Sônia”, pela Editora Annablume.

 

 

Local: UFRRJ, Auditório do PAT – Campus Seropédica