Histórico / APCN




Apresentação de Proposta de Curso Novo – PPGFIL-UFRRJ.


Em outubro de 2010, aprovou-se a criação do Departamento de Filosofia (DFILOS) no Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). A licenciatura em Filosofia da UFRRJ foi criada logo após a aprovação da lei que instituía a obrigatoriedade da filosofia nos três anos do ensino médio, datada de outubro de 2008. O curso, desde então, assumiu um importante protagonismo no que tange à formação de professores no Rio de Janeiro, no âmbito do Plano Nacional de Formação de Professores. Do Programa de consolidação das licenciaturas (PRODOCÊNCIA) veio uma série de seminários e publicações em torno do tema do ensino de filosofia. A partir de 2010, iniciou-se o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID-CAPES).

À época, o Instituto já contava com infraestrutura para alocar ambos os programas e, particularmente no caso da Filosofia, fora realizada a aquisição de cerca de 1500 (um mil e quinhentos) títulos de obras filosóficas mencionadas na bibliografia do APCN. Nessa época, o DFILOS contava com dezesseis professores com dedicação exclusiva, sendo que quatorze com doutorado e dois doutorandos em Filosofia (hoje doutores). Já no Instituto Multidisciplinar (IM), campus da UFRRJ em Nova Iguaçu, atuavam três professores em regime de dedicação exclusiva com doutorado em Filosofia, aptos, portanto, para participar de um programa de pós-graduação na área.

O passo em direção à verticalização com a aprovação do programa de pós-graduação fez aumentar a importância da Filosofia na UFRRJ e também iniciou uma nova colaboração para a pesquisa filosófica no âmbito do Estado do Rio de Janeiro e também a nível nacional.

Para a criação do PPGFIL em 2013, os professores envolvidos buscaram pontos de convergência entre os seus projetos de pesquisa, visando uma maior organicidade na construção das linhas, bem como um conjunto de disciplinas relacionadas teoricamente a estas. Assim surgiram as seguintes linhas, em torno da especificidade teórica dos seus membros: a) Filosofia Antiga e Recepção; b) Ontologia, Conhecimento e Linguagem; c) Subjetividade, Ética e Política. O mérito dessa estrutura organizacional está no fato de ela refletir diretamente a produção e a pesquisa de seus professores, contribuindo para sólida formação do corpo discente.

No ano seguinte, em 2014, a primeira turma de mestrandos inicia suas pesquisas. No mesmo ano, é fundada a Editora do PPGFIL.

Em 2016, a revista Enunciação, do PPGFIL-UFRRJ, é criada. Trata-se de uma revista eletrônica que abarca a produção das três linhas do programa de pós-graduação, permitindo também a articulação com demais pesquisadores do país e do exterior. Com apenas uma edição publicada em seu primeiro ano, o periódico já recebe a qualificação B5 do Qualis CAPES. A expectativa é a de que, ao final de seu segundo ano de existência, ela receba a qualificação B2.

Em 2016 e 2017 tivemos a reformulação do corpo docente visando sua otimização.