Histórico

Programa de Pós-graduação em Fitossanidade e Biotecnologia Aplicada (PPGFBA) é o primeiro curso de pós-graduação ao nível nacional que agrega as áreas de conhecimento da Fitossanidade e da Biotecnologia Vegetal.  Ele está sediado na área do Departamento de Entomologia e Fitopatologia (DEnF) do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS), localizado no Campus de Seropédica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

O PPGFBA iniciou suas atividades de formação de profissionais, ao nível de mestrado, em abril de 2006, com o ingresso de nove alunos que obtiveram seus títulos de Mestre em Ciências em 2008.

O PPGFBA, ao nível de mestrado acadêmico, foi reconhecido na 89º. Reunião do Conselho Técnico Científico (CTC) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) por meio da Portaria nº 2000 do MEC, de 20/12/2006, publicada no DOU no. 244, de 21/12/2006, Seção 1 (pág. 35), fazendo parte da área de Ciências Agrárias e recebendo o conceito 3.

Em fevereiro de 2008, o PPGFBA mudou de área de avaliação na CAPES, passando a fazer parte da área de conhecimento da Biotecnologia pertencente a grande área Multidisciplinar, a qual foi criada nesse mesmo ano, através da Portaria nº 9 da CAPES, de 23/01/2009, publicada no DOU no. 18, de 25/01/2008, Seção 1 (pág. 35).

O PPGFBA da forma como foi concebido favorece a formação de uma Rede Fitossanitária e Biotecnológica tanto ao nível interinstitucional e regional como ao nível de empresas privadas, visando o desenvolvimento mútuo, viabilizando o uso de recursos para pesquisa e transformando o conhecimento em tecnologias e produtos de pronta aplicação.

Trata-se, portanto, de uma proposta inovadora, pois integra a formação fitossanitária com a geração de produtos e processos biotecnológicos, evidenciando claramente a integração da Fitossanidade com a Biotecnologia. Áreas que se integram e se complementam na formação do profissional, permitindo um enorme ganho no aperfeiçoamento profissional e preenche a lacuna constantemente apontada por vários setores públicos e privados da sociedade, a qual se refere à falta de ligação entre a pesquisa, o mercado e a sociedade. Isso é possível porque o profissional a ser formado no PPGFBA não só terá conhecimento na área da Fitossanidade, mas também adquirirá conhecimentos para gerar produtos ou processos biotecnológicos voltados para a sociedade e estará mais bem preparado para ser aproveitado em instituições públicas como privadas.