Rio de Janeiro, 21 de novembro de 2019.
Área de Concentração e Linhas de Atuação

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: GESTÃO E ESTRATÉGIA

Gestão e Estratégia são termos indissociáveis para se refletir sobre a ubiquidade da ação transformadora, que se faz social e utilitarista, ao mesmo tempo. É utilitarista quando se propõe a pensar em competências técnicas e inovadoras formas gerenciais para o funcionamento sistêmico e organizacional para o alcance de metas. E tem dimensão social quando se considera sua dimensão dialógica e participativa, que aciona uma rede complexa de sujeitos sociais em assimetria para o agir.

SÃO DUAS AS LINHAS DE ATUAÇÃO & PESQUISA

LINHA 1 – Gestão de Processos, Projetos e Tecnologias
Examina e elabora ferramentas, métodos e tecnologias de apoio a sistemas produtivos, controles gerenciais, processos informacionais e de tomada de decisão. As pesquisas, estudos ou projetos desta linha de pesquisa e atuação priorizam o desenvolvimento, teste, validação, homologação e implementação de soluções de problemas organizacionais reais, buscando alinhar a teoria científica-acadêmica e a prática organizacional. Assim, recomenda-se que o desenvolvimento das soluções foque, de preferência, a construção de artefatos tecnológicos, como por exemplo, softwares/programas computacionais, técnicas/tecnologias, métodos/metodologias, práticas, planos ou modelos de gestão voltados para a inovação e melhoria organizacional de qualquer de um dos seus níveis hierárquicos: estratégico, tático ou operacional. Os eixos temáticos estão descritos abaixo.
Líder da Linha 1: Prof. Dr. Saulo Barbará

LINHA 2 – Estratégias Inovadoras para Organizações Públicas e Privadas
Examina estratégias de construção do conhecimento nas organizações e suas relações sociais. As pesquisas, estudos ou projetos desta linha de pesquisa e atuação priorizam a geração e ampliação do conhecimento intra e/ou inter organizacional para o provimento de soluções técnicas aos problemas reais, buscando alinhar a teoria científica-acadêmica e a prática organizacional. Assim, a formulação e desenvolvimento das soluções e alternativas focam em estratégias inovadoras para as respectivas realidades e contextos, e configuram-se em tecnologias de gestão. As proposições dessa linha decorrem de pesquisa sistematizada em bases científicas de administração e gestão, como por exemplo, planejamento, planos, estruturação, avaliação  para desenvolvimento institucional, capacitação gerencial, aprendizagem e desenvolvimento de competências e carreiras, comunicação institucional, orientados a inovação e sustentabilidade organizacional nos setores. Os eixos temáticos estão descritos abaixo.
Líder de Linha: Profa. Dra. Beatriz Q. Villardi

Em cada linha, os docentes tem interesses de pesquisa descritos em Eixos Temáticos

Eixos Temáticos dos Docentes Da Linha 1:

Gestão Ambiental e Gerenciamento de Resíduos: Profa. Dra. Roberta Dalvo
Objetivo: Formar um conhecimento estruturado a respeito dos canais diretos e reversos dos resíduos sólidos nas organizações mediante a proposta de introdução de uma configuração produtiva baseadas em redes associadas às tecnologias de tratamento e destinação de resíduos.

Gestão da Inovação: Prof. Dr. Favio Toda
Objetivo: Desenvolver estudos que permitam ampliar a compreensão da dinâmica das inovações e fomente as soluções inovadoras nas organizações.
Gestão de Operações: Prof. Dr. Marcelo Sales
Objetivo: Visa desenvolver estudos aplicados envolvendo os principais tópicos do planejamento e controle das operações produtivas, bem como sua aplicação prática nas organizações modernas. Seus principais tópicos de interesse são: o papel estratégico da Administração da produção; Projeto da rede de suprimento e operações; Os tipos de processos produtivos e sua evolução; Gestão de Estoques; Coordenação dos fluxos na cadeia de suprimentos; Tópicos atuais em gestão de operações.
Gestão de Projetos e Processos Organizacionais: Prof. Dr. Saulo Barbará
Objetivo: Visa desenvolver pesquisas e propor soluções de melhoria junto à organizações nacionais e estrangeiras no que se refere à prospecção e uso das melhores práticas de gestão, tais como: Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), Business Process Management (BPM), Administração Estratégica, Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ).
Gestão do Conhecimento: Prof. Dr. André Cribb
Objetivo: A partir da experiência na EMBRAPA, o eixo visa o progresso técnico e a acumulação tecnológica que não pode ser vista como um sub-produto mais ou menos automático da política industrial ou comercial. Em qualquer país ou setor, requer políticas ou estratégias específicas destinadas a promover a criação de capacidades tecnológicas. Os novos conhecimentos tecnológicos são cada vez menos o resultado de esforços isolados realizados pelo pesquisador solitário ou pela unidade produtiva individual, mas são agora amplamente criados, desenvolvidos e transferidos (e também subseqüentemente difundidos) através de mecanismos complexos envolvendo numerosas formas de relações e ligações inter-organizacionais. Assim, o progresso técnico necessário à competitividade exige o estabelecimento e/ou fortalecimento de relações entre organizações de pesquisa e indústrias. Neste eixo, serão levados em consideração interesses e comportamentos dos atores do sistema tecnológico agroindustrial do Brasil e serão formuladas linhas de ação destinadas a favorecer a transferência de conhecimentos tecnológicos.
Relações interorganizacionais e negócios internacionais: Prof. Dr. Caio Chain
Objetivo: Estudar as redes entre organizações públicas e privadas que buscam o desenvolvimento regional e ganhos de competitividade. No ambiente internacional, o tema pode ser extrapolado para a internacionalização da produção, cadeia de suprimentos e finanças. Os aspectos metodológicos contemplam pesquisas quantitativas e/ou qualitativas.
Métodos de Apoio à Decisão e à Avaliação de Políticas Públicas: Prof. Dr. Joilson de Assis Cabral
Objetivo: A tomada de decisão é um processo crucial aos gestores públicos e privados. Diante da escassez de recursos, da busca pela maximização do lucro e/ou da maximização do bem-estar social, o gestor deve ter conhecimento de ferramentas que o auxilie na análise da viabilidade de um projeto, prever ou planejar o futuro de operação ou verificar a eficiência das plantas produtivas. Para os gestores públicos, ainda é importante avaliar o impacto de uma política pública implementada. Neste contexto, o processo de tomada de decisão é importante, uma vez que pode gerar eficiências produtiva, alocativa e ambiental.
Métodos Quantitativos Aplicados à Gestão: Prof. Dr. Saulo Rocha
Objetivo: Propiciar ao aluno o aprendizado de técnicas de análise quantitativa e sua  aplicação para a melhoria de produtos, serviços e processos na gestão de organizações públicas e privadas. Para além, oferecer ao aluno o conhecimento de ferramentas que ampliarão sua capacidade de análise e decisão frente aos desafios encontrados para o aprimoramento profissional.
Governança e Gestão Estratégica: Prof. Dr. André Castro
Objetivo: Fomentar as áreas onde software, sua engenharia e suas linguagem de modelagem possam prospectar as áreas de Governança e Gestão Estratégica, tais como: Governança Corporativa e de Tecnologias da Informação (TI); Gestão Estratégica de TI; Frameworks para Controle do Alinhamento da TI aos Objetivos Estratégicos; Frameworks para Controle de Serviços de TI; Ferramentas Computacionais e Frameworks para Acompanhamento de Desempenho Empresarial; Arquitetura da Informação; Transparência de Processos Organizacionais e Software; Dados Abertos e Confiança (Trust); Rastreabilidade em Dados e Processos; Modelagem de Processos de Negócio e Software; Ontologia como método formal aplicado à Arquitetura da Informação.

Eixos Temáticos e Docentes Da Linha  2:

Aprendizagem Organizacional: Profa. Dra. Beatriz Q. Villardi
Objetivo: Visa o mapeamento de micro processos de aprendizagem coletiva nos grupos de trabalho das organizações para apontar as implicações para a gestão de mudança organizacional e inter organizacional por meio de aprendizagem coletiva. Para tal examina o desenvolvimento da aprendizagem individual do trabalhador em sua prática quotidiana e as barreiras a essa aprendizagem assim como a disseminação e transformação em aprendizagem coletiva. Considera a aprendizagem deliberada e a emergente, as inter-relações com a cultura organizacional, com a formação de comunidades de prática, com a aprendizagem coletiva situada e, com a formação de competências profissionais individuais e essenciais ou distintivas das organizações.

Conhecimento para Organizações e Desenvolvimento: Prof. Dr. Américo Ramos
Objetivo: Estudo dos recursos do conhecimento que propulsionam a sinergia, performance e a agregação de valor das organizações e das ações para o desenvolvimento institucional e social, isoladamente e em diversos níveis e elementos (grupos, processos, projetos, competências, tecnologias), ou em rede, corroborando para a sua efetividade mediante a aprendizagem e melhoria contínua, bem como o domínio de capacitações individuais e organizacionais.
Consumo e Sociologia do Marketing: Profa. Dra. Flávia Galindo
Objetivo: Compreender as lógicas culturais e sociológicas que orientam as ações mercadológicas e que mediam as relações entre empresa, consumidores e demais atores sociais. Com uma abordagem interpretativista dos fenômenos, o eixo pretende discutir aspectos simbólicos e práticos que envolvem consumidores e organizações produtivas, podendo contemplar as redes sócio tecnológicas e as construções sociais de e no mercado. Nesse escopo, o eixo demonstra especial interesse pelas pesquisas sobre consumo (CCT e TCR); comunicação corporativa; percepção de riscos no consumo no setor alimentar; significados do Marketing, Sustentabilidade e Meio ambiente; o impacto das novas tecnologias digitais e as práticas emergentes de consumo; as redes sóciotécnicas para a transferência de tecnologias, distribuição e aceitação de produtos e serviços pelos consumidores; novas metodologias qualitativas para a pesquisa de mercado; mercados tabu e novos mercados; estudos culturais de marketing de produtos e serviços.
Gestão dos Processos de Transferência do Conhecimento: Prof. Dr. Thiago Renault
Objetivo: Desenvolver metodologias e procedimentos para redução do tempo entre o surgimento do conhecimento ou tecnologia e sua introdução comercial no mercado, bem como produzirmateriais didáticos que possam ser utilizados por diversos atores com atividades de P&D para melhorar a qualificação do seu pessoal no sentido de levar os resultados da pesquisa de forma mais rápida para o mercado.
Gestão Estratégica de Pessoas: Profa. Maria Cristina Drumond e Castro
Objetivo: Discutir, sob a ótica teórica, os principais temas concernentes à gestão Estratégica de Pessoas e à Gestão de Carreiras, sobretudo a que concentra o estudo das dimensões de identificação e de indicadores de competitividade de empresas; Difundir, junto ao público discente e docente, a importância do conhecimento e pesquisa aplicados à Gestão estratégica de Pessoas e à Gestão de Carreira como forma de avaliar, prever e projetar cenários futuros visando à tomada de decisão. Avaliar processos da carreira do servidor público visando orientação quanto à gestão de carreira. Mapear os processos um sistema de informações para tomada de decisão. Facilitar a tomada de decisões dos servidores, para que tenham melhores resultados na construção de sua carreira e consequentemente realizem um trabalho com maior qualidade. Possibilitar ampliar o leque de atuação junto às empresas privadas na orientação de processos de gestão estratégica de pessoas.
Gestões Turísticas Sustentáveis e Responsabilidades Corporativas: Prof. Rodrigo Amado
Objetivo:Enaltece o fato das gestões turísticas contemporâneas serem constituídas por um somatório complexo e indissociável de ações organizacionais que transparecem responsabilidades ambientais, culturais, econômicas, sociais e políticas. Cenário este que influencia, positiva e/ou negativamente, produtividades, competitividades e imagens organizacionais. Desse modo, observa-se a necessidade de se propor uma gestão estratégica, pautada por pressupostos interdisciplinares, capaz de: (1) atender aos anseios econômicos que sustentam a lógica capitalista contemporânea; (2) ofertar produtos, bens e serviços socialmente responsáveis, ambientalmente conscientes e culturalmente compatíveis à realidade sócio-organizacional, contemplando uma solidariedade intergeracional.
Interações Público-Privadas e Desempenho em Contratos Administrativos: Prof. Paulo Reis
Objetivo: Visa compreender como as interações público-privado afetam o desempenho no âmbito dos contratos administrativos e de que maneira os mecanismos de gestão e transparência podem ser moldados para assegurar a geração de valor público. Espera-se analisar o papel das relações público-privadas sobre o desempenho organizacional e o entendimento dos mecanismos de monitoramento e transparência existentes. Trata-se de uma agenda de pesquisa relativamente abrangente, com diversas possibilidades de exploração, cuja busca das respostas pode mobilizar distintos métodos de pesquisa, tanto de natureza quantitativa como de orientação qualitativa.
Inovações na Indústria 4.0 e Transformações no Mercado de Trabalho: Profa. Dra. Claudiana Guedes de Jesus
Objetivo: As transformações decorrentes do desenvolvimento tecnológico no meio produtivo atual, denominado de Indústria 4.0, merece estudos pormenorizados, em especial no que se refere aos efeitos no mercado de trabalho nas diferentes atividades. Inovações que contribuíram para o apogeu e o declínio de setores sob o impacto de novos produtos e processos ao afetar a natureza do trabalho. Observado na criação e destruição dos postos de trabalho (tornando algumas ocupações obsoletas e criando novas), e exigindo outro tipo de formação e qualificação do trabalhador.
Liderança Estratégica: Profa. Marcia Cova
Objetivo: Criação do Observatório de Lideranças para mapear as lideranças da Baixada Fluminense a partir da pesquisa desenvolvida na graduação, na iniciação cientifica e na Pós Graduação de maneira a construir um cenário em diferentes áreas de análises: governamentais, religiosas, sociais e empresariais e permitir um contínuo acompanhamento da sua evolução.
Organizações, Estado e Gestão Pública: Prof. Dr. Daniel Ribeiro
Objetivo: Num contexto econômico de maior integração com o resto do mundo, o setor industrial tem papel de destaque entendendo-se que para a construção da competitividade sistêmica é necessária a criação de sistemas de inovação que acelerem a acumulação de capacidades tecnológicas. Entretanto, não há na literatura econômica um estudo atual sobre a heterogeneidade da estrutura industrial brasileira e comportamentos que orientem políticas setoriais para a indústria. Parte da ausência deste tipo de estudo pode ser explicada pelo fato de que as informações estatísticas oficiais sobre a estrutura da indústria não foram sistemáticas nas últimas décadas. Outra parte da explicação deve-se ao fato de ser pequeno o número de pesquisadores na fronteira entre macro e microeconomia trabalhando na teoria e prática de estatísticas oficiais. É dentro deste cenário de necessidades por análises mais atuais da indústria que o presente projeto define como objetivo estudar a evolução da estrutura industrial brasileira na década de 1990, à luz das informações de bases de micro dados estatísticos oficiais que somente agora começam a ser disponibilizados pelo IBGE.
Políticas Públicas e Gestão Governamental: Profa. Dra. Biancca Scarpeline
Objetivo: As Políticas Públicas são, simplificadamente, um conjunto de ações voltadas para a solução de problemas sociais. Elas são vivenciadas por todos os membros da sociedade no seu cotidiano, independentemente da renda, profissão ou grupo social. A elaboração, implementação e análise das políticas públicas são parte importante do trabalho do agente do Estado e temas de destaque para o estudo da pós-graduação. O estudo das políticas públicas contribui com a discussão das competências técnicas e formas gerenciais inovadoras para o funcionamento organizacional e o alcance de metas, além de compreender as relações entre os diferentes atores e instituições que influenciam a ação do estado para que suas atividades interdependentes sejam realizadas em prol do bem comum.
Produção, Consumo e Políticas Públicas do Agronegócio: Prof. Dr. Carlos Otavio de Freitas
Objetivo: No Brasil, o conjunto de atividades que compõe o agronegócio sempre teve função relevante no que tange o desenvolvimento econômico, tendo importante participação na geração de renda e emprego. Tal desempenho está relacionado, cada vez mais, à criação de novas alternativas de apoio à produção de forma a manter a atividade em constante progressão, com possibilidades de ampliação via modernização das estruturas das cadeias produtivas, e garantindo o desenvolvimento socioeconômico e sustentável. Este eixo pretende investigar os efeitos das políticas públicas no fortalecimento das cadeias produtivas, analisando não apenas seus impactos, mas também o funcionamento e influência sobre as decisões estratégicas operacionais tomadas pelos agentes dos diferentes elos das cadeias do setor agropecuário brasileiro.
Qualidade de Vida e Stress Ocupacional: Prof. Dr. Paulo Lourenço Domingues Jr
Objetivo: A linha de pesquisa estuda as teorias de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) e também de Stress Ocupacional, verificando como a falta de qualidade de vida e o excesso de stress podem levar ao adoecimento do trabalhador. Procura analisar qual o nível de stress nas organizações (excessivo, moderado, baixo), quais os principais fatores responsáveis pelo stress e aqueles que favorecem a qualidade de vida. Por fim, analisa as possibilidades práticas de melhoria do ambiente organizacional no que tange à diminuição do stress e melhoria da qualidade de vida.

Facebook

  • Esta é a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia, e o PPGE promoverá uma das atividades planejadas ...

+ notícias
© 2012 - UFRRJ | Créditos Coinfo
Desenvolvedor: COINFO
E-mail: coinfosuporte@ufrrj.br