Portal do Egresso

Dados gerais do curso de Psicologia

Denominação: Curso de Psicologia (38)

Vagas Anuais: 45 vagas

Turno de Funcionamento: Integral

Código INEP: 1107692

Carga Horária Total: 4055 horas

Tempo para Integralização: mínimo: 05 anos máximo: 07 anos e 6 meses

 

Perfil Profissional

O curso de Psicologia da UFRRJ visa formar psicólogos que possam atuar em diversos contextos das áreas da saúde, educação, clínica, comunitária, institucional, jurídica e organizacional, entre outros, nos quais se desenvolvam processos de promoção de saúde e cidadania e em diferentes contextos em que se busca através de processos educativos garantirem às pessoas o exercício da cidadania. Para atingir seu objetivo oferecerá uma formação que desenvolva as competências e habilidades gerais requeridas pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE/CES, 2004).

Seus egressos deveram estar capacitados a:

– Desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde psicológica e psicossocial, dentro dos mais altos padrões de qualidade e princípios de ética/bioética;

– Desenvolver um trabalho fundamentado na capacidade de avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

– Atuar dentro dos princípios éticos quanto ao uso de informações a eles confiados, na interação com outros profissionais e com o publico em geral;

– Atuar em equipe multiprofissional, podendo assumir nesta a posição de liderança;

– Tomar decisões, gerenciar e administrar a força de trabalho, os recursos físicos e materiais e de informação, da mesma;

– Serem gestores, empregadores ou lideres de equipes de trabalho;

– Buscar capacitação teórica e prática permanente e a assumir o compromisso com a educação e o treinamento de futuras gerações de profissionais, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmica e profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

Para tanto, o Psicólogo formado pela UFRRJ, terá uma sólida formação consolidada ao redor dos eixos estruturantes: Fundamentos epistemológicos e históricos, Fundamentos teórico-metodológicos, Procedimentos para a investigação científica e a prática profissional, Fenômenos e processos psicológicos, Interfaces com campos afins do conhecimento e Práticas profissionais, em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Psicologia (CNE/CES, 2004).

 

Aptidões Esperadas do Egresso

O curso de Psicologia da UFRRJ compreende conteúdos e atividades que constituem bases consistentes para a formação do Psicólogo, ao procurar desenvolver nos seus alunos, aptidões para:

– Analisar o campo de atuação do Psicólogo e seus desafios contemporâneos;

– Analisar o contexto em que atua profissionalmente em suas dimensões institucional e organizacional, explicitando a dinâmica das interações entre os seus agentes sociais;

– Identificar e analisar necessidades de natureza psicológica, diagnosticar, elaborar projetos, planejar e agir de forma coerente com referenciais teóricos e características da população–alvo;

– Identificar, definir, formular e justificar questões de investigação científica vinculando-as às decisões metodológicas quanto à escolha, coleta e análise de dados em projetos de pesquisa;

– Escolher e utilizar instrumentos de coleta de dados em Psicologia, tendo em vista a pertinência e os problemas quanto ao uso, construção e validação;

– Avaliar problemas humanos de ordem cognitiva, comportamental e afetiva, em diferentes contextos;

– Realizar diagnóstico, avaliação de processos psicológicos de indivíduos, de grupos e de organizações;

– Coordenar e manejar processos grupais, considerando as diferenças de formação e de valores dos seus membros;

– Atuar inter e multiprofissionalmente, sempre que a compreensão dos processos e fenômenos envolvidos assim o recomendar;

– Relacionar-se com o outro de modo a propiciar o desenvolvimento de vínculos interpessoais, requeridos na sua atuação profissional;

– Atuar profissionalmente em diferentes níveis de intervenção de caráter preventivo ou terapêutico, considerando as características das situações e dos problemas específicos com os quais se depara;

– Realizar orientação, aconselhamento psicológico e psicoterapia;

– Elaborar relatos científicos, pareceres técnicos, laudos e outras comunicações profissionais, inclusive materiais de divulgação;

– Apresentar trabalhos e discutir idéias em público;

– Saber buscar e usar o conhecimento científico necessário à atuação profissional, assim como gerar conhecimento a partir da prática profissional.

 

Estas competências estarão apoiadas no desenvolvimento das habilidades de:

– Levantar informação bibliográfica em indexadores, periódicos, livros, manuais técnicos e outras fontes especializadas através de meios convencionais e eletrônicos;

– Ler e interpretar comunicações científicas e relatórios técnicos na área da Psicologia;

– Utilizar o método experimental, de observação e outros métodos básicos de investigação científica;

– Planejar e realizar várias formas de entrevistas com diferentes finalidades e em diferentes contextos;

– Analisar, descrever, e interpretar relações entre contextos e processos psicológicos e comportamentais;

– Descrever, analisar e interpretar manifestações verbais e corporais como fontes primárias de acesso a estados subjetivos;

– Utilizar os recursos da matemática, da estatística e da informática para a produção, análise e apresentação de dados e para a preparação das atividades profissionais em Psicologia.

 

Classes de Problemas que os Egressos estarão Capacitados a Resolver:

O desenvolvimento das competências e habilidades requeridas na formação do Psicólogo estará tanto concentrado nos objetivos e conteúdos programáticos das disciplinas específicas, quanto distribuído no conjunto das diversas atividades integradas em núcleos de áreas, definido pelas ênfases de formação.

O aluno que optar pela ênfase de Psicologia e Processos de Prevenção e Promoção da Saúde estará capacitado para:

– Efetuar diagnóstico psicológico;

– Prescrever e realizar psicoterapias em diferentes abordagens;

– Realizar atendimento familiar para orientação ou acompanhamento psicológico;

– Participar da elaboração de programas de prevenção e promoção da saúde em instituições como: associações de atendimento às crianças e adolescentes, mulheres vítimas de violência doméstica; instituições de abrigo e/ou atendimento às crianças, adolescentes e pessoas na terceira idade;

– Participar da elaboração de programas de atendimento em Saúde Mental em Centros de Atendimento Psicossocial;

– Colaborar em equipe multiprofissional no planejamento das políticas de saúde;

– Atuar e/ou participar da elaboração de propostas de intervenção em equipe multiprofissional junto aos Programas desenvolvidos por instituições de saúde, tais como Unidades Básicas de Saúde, ambulatórios de especialidades e hospitais gerais, em consonância com as diretrizes previstas no Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro;

– Elaborar programas e atividades na área de segurança do trabalho bem como programas educacionais, culturais, recreativos e de saúde mental, visando assegurar a preservação da saúde do trabalhador;

– Participar no desenvolvimento de ações destinadas a otimizar relações e condições de trabalho, no sentido da maior produtividade e realização pessoal de indivíduos e grupos, ergonomia e assessoramento para formulação e implementação da política de recursos humanos;

– Atuar em programas que visem à redução da vulnerabilidade social de crianças e jovens, prevenindo desde as gravidezes juvenis até o uso indevido de drogas e o envolvimento infracional, organizando e supervisionando atividades educativas, sociais e recreativas em centros comunitários;

– Participar de programas visando à melhoria do meio ambiente físico e social, através de análises psicossociais dos equipamentos sociais existentes na comunidade,

– Realizar pesquisas visando à construção e ampliação do conhecimento teórico e aplicado, na área das ações da Psicologia no campo da saúde.

 

O aluno que optar pela ênfase Psicologia e Processos Educativos estará apto a:

– Atuar junto à educação formal e informal, participando da elaboração de planos referentes ao sistema educacional;

– Colaborar com os educadores, fornecendo-lhes conhecimentos de Psicologia úteis na consecução crítica e reflexiva de seus papéis;

– Desenvolver trabalhos com educadores, pais e alunos, buscando explicitar e superar entraves institucionais ao funcionamento produtivo das equipes e ao crescimento individual de seus integrantes;

– Elaborar e executar procedimentos destinados ao conhecimento da relação professor/aluno, em situações escolares específicas, visando implementar metodologias de ensino que favoreçam a aprendizagem e o desenvolvimento;

– Atuar em programas do sistema sócio-educativo destinados ao acompanhamento de adolescentes e familiares no cumprimento das medidas sócio-educativas determinadas pelo Poder Judiciário, desenvolvendo ações que previnam a reincidência na prática do ato infracional;

– Atuar em programas de orientação profissional para diferentes faixas etárias, oferecendo desde orientações para a escolha da profissão até acompanhamento para o re-direcionamento profissional;

– Atuar em programas que visem à prevenção da violência e o envolvimento infracional de crianças e jovens, organizando e supervisionando atividades educativas, sociais e recreativas em centros comunitários;

– Participar de programas visando à melhoria do meio ambiente físico e social, dos equipamentos sociais que atendem a comunidade em atividades relacionadas a processos educativos;

– Participar da elaboração de programas que visem à melhoria de relacionamento entre diferentes grupos étnicos, religiosos, classes e segmentos sociais e culturais;

– Realizar pesquisas visando à construção e ampliação do conhecimento teórico e aplicado, no âmbito da educação.